Perfil









Minhas poesias falam por mim
 


CAMA ARDENTE


Sob o leito de estrelas em que deito
e repouso a cabeça em teu regaço
Planam sonhos e desejos, me deleito
relembrando nosso derradeiro abraço

Minha pele ainda queima em branda flama
nas veredas que teus lábios percorreram
nos carinhos cometidos nesta cama
onde todos os pudores pereceram

Tuas marcas se espalham nos lençóis
denunciam os prazeres alcançados
nestas noites que encontram tantos sóis

E agora o coração solto dos laços
apazigua os batimentos alterados
No espaço que repousa entre teus braços



Iolanda Maria Pinheiro C. Leitão.

continue lendo...





Sempre confunda a autora com a sua obra. As coisas que escrevo saem todas de dentro de meu coração. Ali, em cada palavra, verso, história que conto, ali está um pedaço de mim e daquilo que penso e sinto. Minhas personagens sou eu, minhas histórias são a minha vida, minhas tramas vêm das emoções que sinto, minhas poesias são as declarações de amor que ainda posso dar. Boa Noite.