Textos


-RELICÁRIO-






POESIA que meu amor fez para mim...





Mergulhamos em macio abraço
Carinhos e sensações aladas
Flutuamos como que fora do espaço
Prenúncio de tantas caminhadas

Pensamentos não param
Corpos vibrando em sintonia de desejo
Dependentes de controles que nos escapam
Lábios trêmulos a caminho do beijo

Da eletricidade em condutores invisíveis
Um só elemento somos
Emaranhado de mãos, coxas, sentidos previsíveis
Abrem-se nossos íntimos cosmos

Em arrepios percorrendo sua superfície
De minha barba por fazer
Na cumplicidade amorosa de nossa espécie
Correnteza de caudaloso rio rumo ao prazer

Alheios a espaços e tempos e tais conceitos
Lá de dentro da pele que habitamos
Voando tão mais alto que terrestres preconceitos
Em finos lençóis reais-imaginários nos amamos.



Carlos Henrique Fernandes Gomes.



Espaço dos Amigos

Interação do amigo Aleixenko

Adoro me aconchegar no seu abraço
Pois em ti estou grudado de paixão
Como que amarrado no seu laço
Vou fazer de relicário seu coração


Obrigada!
-000-
Interação do amigo Dilson
O coração é quem manda
Relicádio de esplendor
Essa canção pra Iolanda
É declaração de amor.


Obrigada!
-000-

Interação da Princesa Cristina Gaspar

 Esse 'baixo' tem acorde alto
Acordou minha emoção
Faço festa em contralto
Mandando bravos à dedicação

Que ele saiba o quanto
Cada verso te contenta
Que siga assim um encanto
Pois tens uma peixeira atenta

De um Rio não muito distante
Tem uma amiga poetisa
Alerta e de olho vigilante
Nessa amiga ninguém pisa

Que o amor do 'baixo' siga forte
Vibrante em uníssono alarde no poder
Pois caso ele não se comporte
Uma parte dele muito irá arder

Linda homenagem minha querida
Feita tão só pra te eternecer
Que esse amor vire uma única vida
Se curtam até não mais poder
Tudo vem no tempo do merecer



Obrigada!
-000-
Interação do Amigo Orpheu Leal

Linda poesia amorosa
Feita para sua querida
Uma flor igual à rosa,
Que perfuma a sua vida.


Obrigada!
-000-

Interação da amiga Norma Aparecida Silveira Moraes

Bela história de amor
Busca a felicidade
É um jardim em flor
De pura eternidade


Obrigada!
-000-
Interação do amigo e poeta competente Jota Garcia, que nos brinda, a mim e ao poeta Carlos Henrique, com esta linda interação.

Qualquer coisa que eu diga
Serão palavras ao vento
Vãs, banais ... perda de tempo
Estão em belos lençóis
Nem vão lembrar de nós
Sozinhos neste relento.


Obrigada!
-000-

Interação trazida pelo elegante Tony, tirada do livro "Ensaios de Foyer - Olga Maria Scuoteguazza.  Uma fineza, agradeço.

Relicário


Na primeira gaveta do armário
no relicário de todos os meus pertences,
guardo uma caixa de afetos permanentes,
prediletos,
como por excelência.
Um outro embrulho
de conteúdo semelhante,
a prata de um quarto-minguante,
um poema do Pessoa,
e um terço.

E por debaixo da sutil e pessoal riqueza
respaldo a insistência e a firmeza
com que sempre apostei na tua vinda:

Guardo uma toalha de mesa, sem uso,
e um lençol, muito branco de linho.


Obrigada!
-000-
Iolanda Pinheiro e Carlos Henrique Fernandes Gomes
Enviado por Iolanda Pinheiro em 13/07/2016
Alterado em 27/09/2016
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original.


Comentários