Textos




 
MARABERTO




Sobre o barco a ondular, o vento canta
O sussurro lamentoso das sereias,
Sonhos, tesouros, aventuras e areias
Gemem as cordas junto à vela, que levanta

Erguido o mastro ao horizonte, entre gaivotas
Segue seu ru
mo sempre em longínquas rotas
Tre
mem as tábuas em estranhas sinfonias
E tudo é m
ar, é tempestade, e calmarias

Velejando, vai ao sol dos
mil enganos
Anco
rando o seu destino em oceanos:
O i
lusório embuste de fadados planos.

Sob a água em despedidas, seus guerreiros
Cantam adeuses, os seus votos derradeiros
Às suas famílias, os afogados marinheiros




Iolanda Maria Pinheiro C. Leitão.
Iolanda Pinheiro
Enviado por Iolanda Pinheiro em 03/09/2017
Alterado em 07/09/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários